Promoresenha – Carcassonne: O abade

Postado por
abbott1
Os pequenos abades
Esse seguidor em particular possui duas regrinhas próprias que são bem interessantes de forma geral. O abade é um seguidor que pode ser usado como um monge em um monastério, porém é o único seguidor que pode ser colocado nos jardins, um novo espaço de alocação de seguidores exclusivo da segunda edição de Carcassonne. Os jardins pontuam da mesma foram que um monastério.
A segunda é que toda vez que um jogador colocar uma peça de terreno em jogo e optar por não colocar um seguidor, ele pode retornar o abade para sua reserva e pontuar imediatamente. Claro, isso só de dá uma vez que o abade tenha sido colocado em jogo previamente.
Vale lembrar a mini expansão Abade (Abbott) não deve ser confundida com a expansão do Mosteiro (Abbey) por conta da proximidade na grafia das palavras.
Considerações finais
Essa segunda mini expansão da segunda edição do jogo (sendo a primeira o Rio), acrescenta algo a mais no jogo com regras exclusivas referentes à peça do abade. Ao invés de simplesmente colocar peças adicionais no tabuleiro, agora existe uma nova forma e pontuar e também a possibilidade de retornar um seguidor para a reserva.A nova forma de pontuar é interessante de forma geral, porém a possibilidade de reutilizar um seguidor com maior frequência faz mais diferença: Monastérios ou jardins incompletos agora podem garantir pontos durante a partida e não mais no final, além de permitir uma outra pontuação em outro local do tabuleiro. Isso faz uma maior diferença.
Novamente, a segunda edição se demonstra mais valiosa com a aquisição de novas expansões e maior variedade.
Pontos positivos
– Nova forma de pontuar
– Possibilidade de novas estratégias
Pontos negativos
– Nenhum