Labyrinx – Futuro financiamento e primeiras impressões

Postado por

Na próxima semana, especificamente no dia 03/04/2017, a Redbox editora vai abrir o financiamento coletivo para mais um título brasileiro em nossas terras! Dessa vez é o pessoal do Labyrinx que está na reta final de ter o jogo produzido com a já conhecida qualidade dos produtos da editora carioca.

labyrinx_noticia1
Anúncio oficial da editora

Quando tive oportunidade de conhecer e jogar o jogo, Labyrinx era um produto ainda em fase final de protótipo pelo Rednerds Games, grupo de 6 amigos cariocas que tem por objetivo criar jogos próprios e trazer ao nosso mercado mais diversidade e qualidade em jogos de tabuleiro. O jogo é muito bonito e de longe dá para reparar a dedicação dos camaradas mesmo ainda em fase de protótipo.

No final de semana dos dias 30 e 31 de janeiro de 2016, durante o evento Expo Geek no RJ, eu pude ver de perto o jogo, tirar dúvidas, jogar por completo e conhecer todos os personagens do jogo na partida que rolou no evento em questão. O jogo já tem um ótimo visual e mecânica e se encontra na fase final de testes onde tudo é colocado a prova, erros e acertos aparecem, assim como sugestões dos jogadores. O “pano de fundo” possui clima de RPG, personagens de habilidades variadas e bem interessantes. O objetivo é conseguir 5 tesouros da forma mais rápida possível. Logo, Labyrinx tem um toque de corrida.

labyrinx_partida1
Partida em andamento, protótipo final

Todos estão em um labirinto cheio de armadilhas, monstros e baús de tesouro, porém com uma névoa espessa que permite enxergar quase nada à frente. A primeira coisa que cada jogador faz é expandir o labirinto colocando uma carta virada para baixo sem olhar a mesma. Isso vai expandir a possibilidade de movimento de todos e adiciona mais mistério ao à partida, além de também ser o “relógio” do jogo. Logo a seguir, o jogador pode realizar até 3 ações ou “descansar” (descartar a mão de cartas para pegar uma nova mão).

A primeira impressão que tive foi do jogo ser grande e complexo, quando não é. Eu o avistei em uma partida já avançada com várias e várias cartas viradas para baixo e a mesa cheia com todos disputando os 5 tesouros. Os autores também jogavam e incentivavam o pessoal a seguir em frente. Porém, durante a minha partida, pude notar que o jogo possui algumas decisões bacanas se fazer, porém a sorte é o fator crucial de diversão no jogo.

Uma rolagem de dados ruim e você pode ser jogado do outro lado do labirinto ou ainda perder um tesouro. Porém, ao contrário de muitos jogos de sorte, em Labyrinx é possível se recuperar facilmente. Tesouros de baús que não são resgatados com sucesso ficam onde estão e podem ser resgatados qualquer um logo em seguida, assim como também é possível atrapalhar os oponentes ou até roubar os mesmos com o personagem correto.

labyrinx_personagem1
Exemplo de personagem do protótipo final

Recomendo conhecer o jogo, ainda mais porque vai ser lançado por quem sabe lidar com qualidade em seus produtos. O jogo funciona bem para 2, mas acredito que deva brilhar mesmo em 4 ou mais jogadores. A minha partida para 6 aventureiros durou aproximadamente 1 hora, existiu um certo downtime com alguns jogadores, mas nada que “arrastasse” o jogo. Recomendo a participação na campanha!

Confira imagens atualizadas do jogo:

labyrinx_caixafinal2
Caixa da versão final pela editora Redbox
NOTA: Esta é uma versão atualizada do antigo artigo Labyrinx – Primeiras impressões que está no portal Ludopedia.