Resenha – Capitão Silver

Postado por

“Piratas ahoy! O capitão Silver tem um desafio pirata para você: sente e pegue o objeto certo no saco pirata. Se você pegar o objeto correto, muitos tesouros o aguardam!” – Página do jogo no portal Ludopedia

capitaocaixa1

Capitão Silver (ou Captain Silver no original) é um jogo infanto-juvenil de Wolfgang Dirscherl e Manfred Reindl lançado em 2017 pela Queen Games na Europa. Aqui no Brasil o jogo chegou pelas mãos habilidosas da editora Calamity Games em 2018. Agradecimentos à editora pela confiança no blog!

Mecânicas
– Force sua sorte
– Movimento ponto-a-ponto

Capitão Silver coloca cada um dos jogadores como piratas que precisam capturar tesouros para fazer pontos de vitória no final da partida. O capitão deu o desafio de achar os itens piratas dentro das bolsas piratas para fazer os pontos de vitória piratas!

capitao_geral1
Visão geral dos componentes

Depois da preparação do jogo realizada, cada um recebe um saquinho de tecido na cor preta com itens diversos (todos com tema de pirataria), porém iguais em todos os saquinhos. Isso faz com que todos os piratas em jogo tenham as mesmas peças.

capitao_pecas1
As peças do jogador amarelo

Durante três rodadas todos agem ao mesmo tempo pegando em suas bolsas de tecido tentando achar os itens correspondentes na fileira do tabuleiro central o mais rápido possível. Apenas um item pode ser colocado em cada espaço e não se pode pular espaço algum. Se um item tirado da bolsa estiver errado, este é colocado na ilha do vulcão e tira pontos ao final da rodada.

capitao_final1
Exemplo de final de partida

Assim que uma fileira é preenchida, a rodada termina com um sonoro “Parem, piratas!” que deve ser dito em voz alta por quem colocou aquele último item. Para cada item corretamente colocado se ganha moedas e movimentações para o barco pirata em um tabuleiro a parte. Para cada item erradamente colocado –  os que vão para a ilha do vulcão – perde-se pontos de acordo com o que for sorteado na rodada.

Quando a terceira rodada acabar, também acaba a partida! Vale também mencionar que os barquinhos piratas podem dar pontos extras aos jogadores!

capitao_filhota1
A criança divina na diversão!

Considerações finais
Este é um jogo que, alinhado ao maravilhoso Macacos me mordam! da Curió Jogos, merece estar na coleção de qualquer pai, mãe, tios, padrinhos e outros que possuam pequenos jogadores e jogadoras no ciclo de amigos ou família.

Capitão Silver surpreende positivamente com a sua simplicidade de pegar uma peça sem ver dentro de uma bolsinha de tecido e tentar ser o mais rápido ao colocar no tabuleiro sem precisar ler texto algum. Algo simples e que tira muitas risadas, principalmente das crianças!

O jogo entrega o que a caixa promete, o que o torna um produto confiável e honesto. Com a produção e artes internacionais, a editora acertou em cheio para, quem sabe, começar uma linha de produtos infantis no Brasil.

Uma pena que não seja para até 6 jogadores, por exemplo. Se em quatro pessoas já vira uma bagunça divertida, imagina em cinco ou seis!

Pontos positivos
– Divertido, simples e fácil
– Fácil de aprender e ensinar a jogar
– Serve para todas as idades
– Não depende de idioma

Pontos negativos
– Poderia ser para até 5 ou 6 jogadores